Sobre

peanuts_draw_linusshoe.gifBem, eu queria de volta o Iluminismo, como já escrevi, mas não seria nada mal que pelo menos, pelo menos, o século dezenove voltasse. E já que uma modinha dos idos de 1890 está de volta à baila, para o meu prazer, deixe que eu a adira. O Questionário de Proust é uma lista de 29 perguntas que (…), e tem esse nome por ter se tornado famoso após as respostas do francês que nasceu no mesmo dia que eu, etc., etc. Ei-lo por mim respondido:

1. Qual é a sua maior qualidade?

Eu tenho bom gosto e me orgulho muito disso. Desde muito jovem lia muito e me envolvia com pessoas mais velhas e mais inteligentes que eu, e creio que tenha sido esse o meu impulso primeiro às artes, à filosofia, à literatura e ao jornalismo. E ainda que sejamos obrigados a conviver com todo tipo de pessoa durante o nosso amadurecimento, não me deixei influenciar. De modo que sou hoje um homem incorruptível – exceto por Nabokov, Orwell, Waugh, Wilde, Dostoiévski, Joyce, Shakespeare, o próprio Proust, etc.

2. E seu maior defeito?

E esse deve ser um defeito bruto, pois de modo algum eu consigo considerá-lo defeito. mas o senso comum, você sabe. Eu sou completamente intolerante. Por exemplo: certa vez precisei ir a uma festa com a minha noiva – quando ainda éramos namorados – e fiquei meio contrariado, pois não gosto muito de festa por causa do aglomerado de gente, essas coisas. Mas, bom, era uma festa infantil e eu fui. Tudo ia bem até meia noite, quando as crianças presentes começaram a ir embora e os adultos mais jovens e os adolescentes idiotas começaram a ficar animadinhos. A música, que já era ruim, ficou pior. A Xuxa deu lugar ao funk e o resto vocês imaginam. Eu fiquei fora de mim, completamente exasperado; o que gerou briga, desconforto e pressa de ir embora.

3. A característica mais importante em um homem?

A Paixão. Não no sentido romântico, mas total. Paixão pelas parcas coisas boas no mundo: a mulher, a literatura, o conhecimento, o cinema, a música e o chocolate.

4. E em uma mulher?

Reconhecer os poucos homens com as características que citei acima. E, claro, a fidelidade – ou você está pensando que há algum comunista aqui?

5. O que você mais aprecia nos seus amigos?

A busca pela verdade! Brincadeira. Aprecio a inteligência, e procuro somente ser amigo de pessoas intelectualmente privilegiadas. Por que? Ora, para que eu mantenha o velho hábito infantil de aprender mais e mais com os sabidinhos – c’est la vie.

6. Sua atividade favorita é…

Uma discussãozinha. Mas que seja inteligente, pois do contrário eu tenho preguiça. Além de cinema, teatro, a leitura, enfim. Um adendo: eu sempre estou acompanhado em tais atividades, nunca só, jamais.

7. Qual a sua idéia de felicidade?

Eu e minha intelectual favorita, mais velhos, vivendo bem, confortáveis e afastados das coisas mundanas (leia-se música ruim, gente ruim, clima ruim).

8. E o que seria a maior das tragédias?

Ficar sem dinheiro num país tropical.

9. Quem você gostaria de ser, se não fosse você mesmo?

Lord Henry Wotton.

10. E onde gostaria de viver?

Se no Brasil, no sul. Porto Alegre, talvez. Se noutro país, Irlanda. Aprendi a gostar da Irlanda com o Garth Ennis.

11. Qual sua cor favorita?

Preto.

12. Uma flor?

A papoula.

13. Um pássaro?

A cotovia (eu não sei que diabo de pássaro é esse, mas é com certeza o nome de pássaro mais legal que eu conheço).

14. Seus autores preferidos?

Dickens, Shelley, Shakespeare, Nabokov, Orwell, Waugh, Wilde, Dostoiévski, Joyce, Proust, Machado de Assis, Shopenhauer, Hobbes, Kafka, Salinger, Francis, Mencken, Eco, Baudrillard, etc.

15. O os poetas que mais gosta?

Keats e Manuel Bandeira. E alguma coisa do Pessoa.

16. Quem são seus heróis de ficção?

Jesse Custer (Preacher), por ser um pastor protestante que perdeu a fé e quer ter uma boa conversinha com Deus. E o Spider Jerusalém (Transmetropolitan) que é um jornalista muito, muito corrupto.

17. E as heroínas?

Humn. Lolita, se se pode assim considerá-la.

18. Seu compositor favorito é…

Dylan.

19. E os pintores que você mais curte?

Bosh e Van Gogh.

20. Quem são suas heroínas na vida real?

Minha mãe, que é divorciada há uns 12 anos e tem uma força de vontade incrível, perto da qual eu sou um gurí, um preguiçoso. E Natália, que está comigo em tudo e para tudo.

21. E quem são seus heróis?

São os poucos pelos quais me deixo influenciar, como disse mais acima. Escritores, artistas, músicos, amigos. São aqueles cujos conselhos eu seguiria, se pelo menos a maioria estivesse viva.

22. Qual sua palavra favorita?

Isso varia. No momento é “asco”.

23. O que você mais detesta?

Não gosto de gente que fica por aí falando coisas como “nossa, como fulano é pobre de espírito”, então não me confunda, pois o que vou dizer é absolutamente distinto: não gosto de gente pobre de vontade, de desejo, de ânsia por conhecimento. Não gosto de estagnação. Não gosto do modo como a maioria das pessoas aceita tudo o que há de ruim como se fossem coisas boas. Não gosto da falta de senso crítico. Não gosto do moralismo exacerbado.

24. Quais são os personagens históricos que você mais despreza?

Goebbels, o ministro da propaganda nazista.

25. Quais dons naturais você gostaria de possuir?

Bom humor, otimismo.

26. Como você gostaria de morrer?

Sentado num banco de madeira, sob frondosa árvore, no meio de uma leitura – mas tanto melhor se der para esperar eu terminar o livro.

27. Qual seu atual estado de espírito?

Ansioso.

28. Que defeito é mais fácil perdoar?

Um  corte de cabelo ruim. O resto é mais difícil.

29. Qual é o lema da sua vida?

A palavra é de prata, o silêncio é de ouro.

(este sou eu, sem filtro.)

2 comments so far

  1. Jacqueline Lafloufa on

    Edd, obrigada pelo seu elogio!
    Eu tentei mesmo mudar a cor do título, mas o wordpress não atualizou, infelizmente.

    Mas vou fazê-lo! Obrigada pela dica!
    Abraços!

  2. Inexistent Man on

    Olá,

    Visitei o seu blog, e achei bem interessante! Também tenho um blog (http://inexistentma.wordpress.com) e gostaria muito que fossemos parceiros. Que tal se trocássemos links? Eu colocaria um link para o seu blog, e vc colocaria um link para o meu tb. O meu blog vem crescendo a cada dia, sempre está entre os mais lidos dos blogs de Língua Portuguesa. Tenho certeza que ambos saíriamos ganhando com isso. Caso queira colocar um pequeno botão para o meu blog, há o código HTML nele.

    Um abraço!


Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: