Meu vizinho Schopenhauer

Meu vizinho Arthur Schopenhauer jogava pedras sobre o meu telhado

Então que esse senhor, o Schopenhauer, morou algum tempo ao pé de minha casa. Falava sozinho e, em noites mais quentes, não dormia; ficava bastante agitado e punha-se a lançar pedras sobre os telhados das casas próximas. Certo dia acertou minha casa. Pus-me logo de pé, assustado mas já imaginando ser mais uma traquinagem do senhor Schop – era como o chamávamos. Disse a ele que não fizesse isso, que poderia quebrar minhas telhas, ao que ele me respondeu que minha casa não existia, tampouco as telhas. Dizia que tudo não passava de Representação.

 

Tinha umas idéias bem originais esse Schopenhauer, devo admitir.

Anúncios

11 comments so far

  1. Natália on

    Ai ai amor, eu adorei essa do seu vizinho, mas devo admitir que ele pessoalmente não parece tão simpático.

    Te amo

    jim

  2. kkkarol on

    Louco mesmo hein??!?

  3. Raquel Moniz on

    Ah… por isso tu também és meio louco. Influências 😆

  4. kkkarol on

    One, two, three Marlenas……….
    Grrrr…. não güento mais ouvir The Wallflowers… ;(

  5. tina oiticica on

    Arthur Shopenhauer– Os navios estão a salvo nos portos, mas não foi para ficar ancorados que eles foram criados.

    E é porque você ousa posts diferentes que você é uma pessoa tão inusitada, necessitando do apanhador no campo de centeio.

    beijos,

  6. Marcos Monteiro on

    Ed, obrigado pelo comentário no meu blog, que – você deve ter percebido – anda largado no mundo (eu ando meio sem saco para escrever). Gostei muito do seu.
    Aquela discussão estava ficando meio “fora da casinha”, como dizem aqui em Santa Catarina.
    Um abraço,
    Marcos

  7. amanda on

    eu nunca li schopenhauer. estou num do fante agora que ele fala muito nele e no nietshcihsi (eu sempre me perco nesse nome).

    sempre tive vontade, mas nunca coragem.

  8. leonardo on

    Puts este seu vizinho é louco, talvez seja ele que lança pedras no meu tehado a noite também.
    abraços

  9. Larissa on

    Ah, ele realmente não é alguém que você queira ter tão próximo assim. 😉

  10. Cristina Lima on

    Ainda bem que ele é “seu” vizinho e não meu !!!
    vi seu comentário no blog do Jarbas e resolvi fazer-lhe uma visita. Muito prazer, eu sou a Cristina Lima!
    beijos

  11. Jarbas Cordeiro on

    Ed,

    Obrigado pela visita. Estamos de volta das férias com as forças redobradas e muita disposição para enfrentar as batalhas que viram pela frente e que daqui de nossa trincheira digital, com o seu apoio e parceiria, haveremos de vencer. Abs do Jarbas do Aparte.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: