Emagreça dormindo

“A maior parte das frases de efeito e de mentiras por vaidade que foram gastas desde que o mundo é mundo por pessoas a quem estas apenas diminuíam foram empregadas com inferiores.”

Proust é confuso. E o faz propositalmente, a fim de enganar o inimigo. Mas o que ele quer dizer é simples: quem usa frases de efeito só o faz perante pessoas que considera inferiores. Ou, ainda, que pessoas importantes só fazem questão de assim parecerem na presença de humildes. Imaginem só o embaraço de um burguês ao ser confundido com um prole por um prole. Já entre ilustres, tal preocupação é inexistente. Noutras palavras – como posso dizer? -, os Sus scrofa se reconhecem entre sí – pelo cheiro. 

Anúncios

12 comments so far

  1. Ingrid Steinstrasser on

    Como fui? Não sei nem quero saber por enquanto. Vou corrigir tudo no final pra não me desmotivar. Mas adorei o tema de redação, ehehe. Ah, adorei esse teu post também. Muito, muito bom.

    E amanhã tem mais: química, biologia e geografia. Só 75 questões num calor de 30 graus ou mais. Barbada.

  2. Ítalo de Paula Pinto on

    muito bom …

    abraços …

  3. dr. k on

    Ei. O casaco do Julien Casablancas é aquele paletó scruffy, estilo mendigo europeu? Adoro aquilo. Onde você arrumou?

  4. Alessandro Martins on

    Em outras palavras, um gambá entre gambás não precisa disfarçar o cheiro. Antes, realçá-lo.

  5. Raquel Moniz on

    Excelente! Abomino este tipo de pessoas. Viva a humildade.

  6. evelyn on

    Adorei essa, Edd! Aquele negócio: patrão de alguém é sempre servo de outro.
    Abração!

  7. kkkarol on

    Tá com enxaqueca né? Deve ser te tanto ler o “tal” do Proust… rsss
    Bju e melhoras… 🙂

  8. tina oiticica on

    Gostei muito do texto. E curti demais o comentário de um gambbá entre gambás não ter que disfarçar o cheiro. Você está gostando do Proust? É uma tradução atualizada? Minha Internet continua fraquinha.

  9. Edson Junior Lain on

    Okay, people.

  10. Edson Junior Lain on

    Tina: Sim, uma nova tradução de Proust. Coisa fina.

  11. Francine on

    Verdadeiro. Muito verdadeiro o Proust.

  12. Mais um bom texto. PArabéns.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: