Un amour de Swann

“E a doença que era o amor de Swann se havia multiplicado tanto, estava tão estreitamente emaranhada a todos os seus hábitos, a todos os seus atos, a seu pensamento, sua saúde, seu sono, sua vida, até mesmo àquilo que desejava para depois de sua morte, formava com ele então praticamente um todo, que não se poderia arrancá-la dele sem destruí-lo quase por inteiro: como se diz em cirurgia, seu amor não era mais operável.”

Um amor de Swann é a segunda parte de No Caminho de Swann, um dos sete volumes de Em Busca do Tempo Perdido, romance magno de Marcel Proust, o canceriano. Por não depender do restante da obra, ou seja, por ser autônomo, Um Amor de Swann tem sido editado em separado. E é o meu presente de natal: from me to myself.

Anúncios

11 comments so far

  1. Edward Bloom on

    Li 30 páginas do Caminho de Swann e parei porque tinha que fazer muita força pra continuar lendo. Preferi terminar alguns outros livros pra depois voltar ao Proust. Pelos meus calculos, fevereiro!

    Até.

  2. Edward Bloom on

    Pois é, em janeiro eu tenho quase mil páginas de Ruy Castro pra ler. Outros dois livrinhos bem pequenos eu quero ler ainda em dezembro. Fevereiro eu volto aos clássicos. Proust está na frente. E provavelmente depois vem Tolstoi, porque quero escrever sobre war and peace, então quero lê-lo agora fazendo anotações e tal. Mas tenho ainda muita coisa pra ler. Fui semana passada num sebo e acabei fazendo as compras do mês lá. Estou ficando meio compulsivo hehe.

  3. Edward Bloom on

    Pô, quem tem espírito pra ler Proust, lê qualquer coisa haha. Tolstoi é tranquilo. 150 páginas por dia não fazem nem cócegas. Ele é meio hipnótico. Lembro que quando li o war and peace há um ano atrás, embora grande(quase mil paginas), não me consumiu mais que 2 livrinhos do Chesterton que juntos dão pouco mais de 200 páginas. E Proust é feroz de se ler. Esse sim eu não estou no espírito pra pegar por enquanto hehe.

  4. Edson Junior Lain on

    Heh. Vá entender..

  5. Fernando Carvalho on

    Eu disse que deveria funcionar e que esperamos que funcione

  6. Francine R on

    Nunca li esse cara, fiquei curiosa! 🙂

    Um beijo

  7. kkkarol on

    Quero emprestado depois….
    Gradece a Nat… diz que são os olhos dela… rs.
    Vou ali fazer pipoca!
    Bju amiguim.

  8. Lino Resende on

    Também quero me dar alguns livros de presente neste final de ano. Só ainda não decidi quais. Mas uma coisa é certa: Nada muito sério.

  9. Fernando Carvalho on

    Obrigado Edd.
    Principalmente pelo incentivo 🙂

  10. elisabetecunha on

    EDD: O trecho colocado me tocou profundamente. Já senti a dor de querer arrancar a todo custo um amor de dentro de mim. Dói como uma cortada de bisturi[ sem anestesia].
    beijo em Nat e em vc!!!

  11. Fernando on

    Não sou de lá, nunca fui lá… rsrs
    Uma vez que coloquei a foto e acho que é um lugar de grande beleza resolvi escrever sobre ele… pelo menos uma referência… pode ter algém que não sabe nada de lá.
    Você conhece Funchal, conhece a Ilha da Madeira?

    Sabia que você faria algum comentário….

    E sobre a boa notícia, eu estava curioso em saber o resultado e nada mais justo que te passasse o mesmo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: