O presente não existe

O presente é uma falácia. O que chamamos de tempo presente é tão relativo, tão fugaz. Esse condicionamento barato. Essa psique alterada. Eu digo que só existem dois tempos: o passado e o futuro. Vamos, faça o teste. Diga “agora”, e quando terminar a palavra, ela já será pretérito. Pense em fazer algo. Planeje o futuro. E, ação realizada, ela deixa de existir no futuro e passa a fazer parte do passado. Mas e o exato momento em que se realiza a ação?, você se pergunta. Eu digo que tal momento é um fenômeno. É a exata transição temporal, extremamente sutil. Penso em escrever essa frase e, a cada palavra, cada letra digitada, vejo o passado tomando aquilo que era futuro. Vêem? A concepção de “presente” nos vale para alimentar filosofias clichês como “viva intensamente”, “viva o presente” e “consuma hoje, você pode não estar vivo amanhã”. O presente consola pois “o hoje nos pertence” e, além dele, não possuímos mais nada. Uma ova! Se há alguém aí com provas de que esse tal “presente” existe, por gentileza, reportem-me.

Anúncios

28 comments so far

  1. amanda on

    ‘eu sou, eu estou’, é presente.

    sentimento. não ações.

  2. Lino Resende on

    o presente, na verdade, é o passado. O que estamos vivendo é o futuro. E tão logo ele acaba, vira passado.
    Alta filosofia, não.

  3. elisabetecunha on

    Edson: A linha entre eles é tão tênue.É difícil dimensionar o tempo. Abraço!

  4. tina oiticica on

    Concordo com tuas afirmativas. O presente não existe. Só o passado. Desta vez não é Freud e sim Proust quem explca.

  5. Edson Junior Lain on

    Amanda, não acho que seja assim. O “Eu sou. Eu estou” são momentos transitórios. O tempo passa por você. “Presente” é um termo inerente ao tempo, não às pessoas.

    Lino, é isso. O que vivemos já passou. Esta frase, passou.

    Elisabeth, sim, é tênue a linha. Entre passado e futuro. Presente, não.

    Tina, sábia lembrança. Proust.

  6. Bloom on

    Ah, não sei, o lance do Proust foi a idéia de que não perdemos o passado pois ele estará sempre conosco, em nossas memórias, ou algo assim. Mas ele não bate no presente, tadinho, deixe o presente lá, na dele. Agora, falando em noção de tempo, Einstein é imbatível com aquele exemplo de que 1 hora conversando com uma garota agradável parecem 2 segundos, ao passo que sentar em cima de uma chapa quente por 2 segundos parecem 1 hora. (Todo tratado científico deveria ter um exemplo desse tipo, pra resumir e tal. 9 mil páginas de cálculos podem facilmente ser traduzidas por uma historinha de 2 linhas.)

    Ah, chega de digressões. E, poxa, eu não faço protestos, muito menos críticas ácidas. Quero imaginar que sou uma pessoa agradável e serena. Me deixe pelo menos imaginar, pô, hehehe.

  7. elisabetecunha on

    Edson: TE ADICIONEI,certo?
    aparece!

  8. valeriana on

    Eu já prefiro achar q tudo é presente!
    Q não devemos imaginar tanto o futuro e não fincar os pés no passado.

  9. Brunilda on

    Olá Edd. Os medievais já diziam que o tempo é uma ilusão, algo semelhante à definição de Platão: “O tempo é a imagem móvel da eternidade”. E como diria Whitehead, que toda filosofia ocidental não passa de uma série de nota de rodapés da filosofia de Platão, as noções kantianas de que o ‘tempo’ é uma convenção mental irremediável (pois a consciencia humana só consegue captar a realidade em termos de tempo e espaço) se assemelham à concepção platônica.
    Beijos

  10. Lia on

    Fiquei confusa… nunca entendo direito esse negócio de presente, passado e futuro! complexo demais para minha cabecinha as oito horas da manhã! rsrs

    um beijo

  11. Raquel Moniz on

    Presente, só mesmo aquele que tem uma fita vermelha e papel brilhante, desembrulhamos e … surpresa :-D, Brincadeira.

    Acredito no presente no tempo. É o pequeno instante que vai se transformando em memórias, em recordações. É o agora, o instante continuo que vivemos.
    Acho que o tempo é como um livro, em que as letras que vamos escrevendo são o presente, as páginas em branco o futuro, e as histórias escritas o nosso passado.
    Vivemos no presente, sonhamos com o futuro e recordamos o passado.

    p.s. Gostei muito deste post.

  12. Edson Junior Lain on

    Obrigado, Raquel. Incrível como até o tempo muda de forma quando ponderado por diferentes pensamentos.

  13. Clara Gomes on

    Oi, Edd!
    Realmente essa coisa de tempo funde nossas cabeças minúsculas. Talvez precisássemos inventar a palavra ‘presente’ para termos a ilusão de que podemos congelar esse caminhar contínuo das coisas que inevitavelmente nos leva para a morte.

    (Bom, acho melhor não tentar dar pitaco nesses assuntos difíceis…)

    Tem tirinha lá.
    Beijos!

  14. Marcão Gaverio on

    O presente é o placebo para se “viver intensamente”
    Tome uma dose de passado para se sentir doente.
    Tome uma de futuro para que te achem louco.

    Para algumas pessoas o presente é a forma mais fácil de aceitação.

    abraço

  15. O Rouxinol on

    Um tal de Jan Erik Vold fez um poema assim:
    olha
    a gota
    que estava ali

    Acho que resume, né?

    Um piiiio!

  16. Marcão Gaverio on

    Obrigado, edd.

    já está nos meus favoritos, e vou colocar nos “linques pervertidos”

    não é todo dia que se encontra bons textos.

    abraço.

  17. O Rouxinol on

    Hai kai?

    Cai não… cai?

  18. Natália on

    Meu amor
    Neste presente momento, que já é considerado passado, sinto saudades dos carinhos de ontem, e também do de quarta-feira que é feriado.

    Parabéns pelo brilhante texto, meu noivo não está fácil.

    Te amo!

    Natália

  19. maria thereza on

    ah, o nome vem da minha paixão amadoríssima por fotografia! =)
    neve é brilhante, e a moça da capa é linda!

    começando o comentário propriamente dito, o presente é uma ilusão necessária para que o futuro seja suportável.

    adorei seus posts!

  20. Fernanda on

    e daí você compra no presente o vestido que você achou que ia fazer o seu futuro. e quando você chega em casa ele já é passado.
    (eu vou ser punida por postar um comentário não profundo???)
    =)

  21. Claudio on

    Fala Edd!
    Passando pra ver como andam as coisas!
    Bacana esse post. Acho que tempo não existe, pense no passado, e antes, e antes antes antes??? Pense no futuro, e depois, e depois depois depois??? Nunca acaba… então, assim como uma reta, na verdade é um segmento de arco, o passado se encontra com o futuro (igual aquela imagem da cobra comendo o próprio rabo), então resta o que??? Nada, não existe! Tempo é um conceito que o homem criou pra se orientar, apenas isso, mas não consegue se desprender desse conceito e olhar a “coisa” em si…
    Vamu q vamu!
    Abs.

  22. Rhana on

    Há pessoas que dizem “você é o que você faz” Mas eu não acredito nisso não, porque existe o passado então quer dizer que eu também sou o que eu já fiz? Isso seria quase dizer que as que as pessoas não mudam (apesar de que alguns não mudam mesmo)! E se fosse assim somos o que iremos fazer? (Duvidas)
    Um dizer contradiz o outro! Esse pensamento também é muito ultrapassado, mas ainda continua porque nossa racionalidade se limita a conceitos fúteis da sociedade!
    Tudo é um processo de evolução da mente! Não posso interferir no que você pensa, mas eu posso pensar qualquer coisa de você, Mas isso não vai interferir no que você foi, no que você é, e no que você vai ser!!!!

  23. Mauro Falleiros on

    vc ja ouviu as ondas do mar, sentado tranquilamente numa areia da praia? Pois deveria. As ondas do mar, seu movimento, seu som e todo o contexto só podem acontecer agora. E quando voce percebe este fato/acontecimento, a sensacao é a de estar surfando na onda do real. Aí sim vc estará vivenciando o real agora, que estará acontecendo no atemporal da consciencia.
    Um abraco,

    Mauro

  24. chico frança on

    “o tempo perguntou ao tempo, que tempo que tempo tinha; o tempo respondeu ao tempo que tempo tinha em qualquer tempo”

  25. Diego Henrique on

    Então o presente é uma transição (fenómeno)do futuro em passado? então ele é algum coisa? sim, contudo vc diz q ele naum existe. Complicado..
    Creio que o tempo existe, pois mudanças só são possíveis com o passar do tempo, e ele é o presente, consequentemente não existe passado ou futuro (a não ser na imaginação) e sim uma realidade (presente) que consiste em uma quantidade infinita de “agoras” que passam a existir consecutivamente.

  26. mateus coelho ribeiro on

    amigo.tambem ja me peguei pensando neste assunto.ja tentei explicar a varios,mas todo dizem q estou louco….

    entao uso o seguinte modo para explicar!
    que o presente a qual nos referimos e digamos o ´intervalo entre o passado e o futuro´ oque de fato nao ocorre ,pois como ja dizia cazuza …O TEMPO NAO PARA. por isto o presente nao existe,podemos dizer que o presente existe mas da seguinte forma.

    1º-presente Hora
    2º-presente minuto
    3º- . . .

    ou seja, o presente so podera existir caso voce utilize como referencia uma medida de tempo ..

    pois o tempo nao para e é por isto q o tempo passa-se de passado para o futuro…

    Mateus coelho R.

  27. Macwiner on

    Eu sou, eu estou é presente uma ova, toda escolha que o ser humano faz afeta a ele no mesmo exato momento, e ele deixa de ser, niguem “é”, a todo segundo as pessoas se transformam.

  28. Ricardo on

    Futuro também não existe. O futuro é algo que pensamos que se tornará passado, e fazemos essa previsão nos baseando unicamente no passado.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: