Eis o que há para ser dito

Não vou escrever sobre as eleições nem nada. Quanto mais ela se aproxima, mais ela nos cansa. O resultado de domingo já se nos apresenta há tempos. Mas eu disse que não escreveria sobre. Eis o que eu queria dizer: Estou cansado. Sei que é toda semana a mesma história – chega a quinta-feira, já não aguentamos mais: trabalho, estresse, faculdade, ônibus cheios demais, metrôs noir demais -, mas a verdade é que somos uma geração sedentária, sem muito jeito para os transtornos fashion contemporâneos. Digo fashion porque há quem nem precise de uma rotina massacrante, mas precisa parecê-lo. Sei de gente que anda com livros e/ou revistas sob o braço a semana toda, sem nunca tê-los lido, só para passar uma imagem de “como minha vida é dura” ou “trabalho e estudo, estou cansado”. Se estivesse mesmo, não gostaria de estar. Quem está, reclama. Mas não gostaria de deixar de estar. Não sei bem do que falo, nem se falo com clareza. Certo é que, este meu estado, e de outros muitos, deixa a gente meio desatinado. E parafrasio o Holden: “Às vezes finjo ser um pouco maluco, só para não ficar entediado.”

***

To you Nat: I love you, i miss you.

Anúncios

1 comment so far

  1. Natália on

    É meu amor, tá difícil até para empurar esse restinho de semana, mas eis que algo muito bom me espera no sábado.
    Isso alimenta a alma.

    Eis o que tenho a dizer: TE AMO

    Natália


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: