Aquilo que me obriga não faz parte de mim.

Que semana mais filha da puta. Esse tempo disforme que ora passa rápido demais ora estagna. Bastardo. Ódio. Incômodo. Essas campanhas políticas idiotas que subestimam o intelecto de todo mundo. O cheiro. Às vezes o cheiro de tudo é insuportável. A textura, até a textura da cidade imunda é uma porfia. O som das vozes juntas, a celeuma, é uma nota desafinada. 

 “Existem momentos na vida em que é necessário economizar seu desprezo devido ao grande número de necessitados.” (Chateaubriand) 

Ed.

Anúncios

3 comments so far

  1. Tom Zé on

    mto bom! me identifiquei até com isso
    ah e te linkarei tambem no meu blog em retribuiçao 🙂
    valeu ai abraço

  2. Rafael on

    Olá, Edson, tudo bem? Rapaz, estou vendendo os livros por dois motivos: primeiro, estou super sem grana hehehe; segundo, eles não me atraem tanto. Tentei ler o “Catrâmbias!”, mas não consegui. Falha minha, eu sei. Se eu pudesse, eu guardava ambos pra ler depois. Quer dizer, é o que vai acontecer, caso eu não consiga vender nenhum deles. Ambos autores devem ser lidos, pois se destacam na nossa literatura e tal. Mas enfim, coisas e coisas. Se souber de alguém querendo comprar, me avisa, valeu? hehehe Passarei no seu blog com mais calma depois. Abraço!

  3. Rafael on

    Eu tô com o mais recente lançado dele aqui, “Na pior em Paris e Londres”, doido pra ler, mas não sei quando terei tempo hehehe É lenha. Mas quero ler o mais rápido possível!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: